Cobertura do XXXVI COMEERJ, em 14 fevereiro 2015

24/02/2015 16:36

Em 14 de fevereiro foi aberta a XXXVI COMEERJ, de forma totalmente renovada, não foi em um CIEP, como já estávamos acostumados, foi no Remanso Fraterno (Várzeas das Moças), local mantido pela SEF (Sociedade Espírita Fraternidade). Mas não foi somente esta novidade, os companheiros da SEF, que estavam acostumados neste período a participarem de uma atividade numa fazenda no Estado de São Paulo, pela crise da água não foram, e assim participaram da nossa COMEERJ. Tanto os confraternistas quanto os tarefeiros e também a mocidade do IEBM, que participavam em outros núcleos, também estiveram conosco. O resultado: sucesso absoluto, a química deu muito certo e a harmonia não poderia ser melhor.

O local era “mágico”, no meio de uma mata, com uma energia fantástica que logo nos contagiou. A chegada dos novos companheiros deu uma motivação fora do normal e podemos dizer sem dúvida nenhuma: foi uma das melhores COMEERJ de nossas vidas. Não que não tivéssemos problemas e dificuldades, não. Foram até fortes demais. Os temporais que passamos no domingo e na terça, inclusive o de domingo acarretou uma falta de energia elétrica durante mais ou menos 24 horas, e consequentemente (sem as bombas) a água foi racionada e dormimos sem os ventiladores. Na terça-feira foi uma “fase” da energia somente que caiu, e alguns ficaram mais uma noite sem ventilador. Mas nada disto tirou a nossa alegria de estar ali participando, nada disso tirou o bom humor da gente.

A Equipe de Música estava ótima, muito bem entrosada.

A Cozinha, como sempre, dando um show no trabalho eficiente e muito pontual. Os pequenos companheiros, a fofura de todos os anos, a Recepção eficiente como sempre, Ronda e Alojamentos perfeitos, no tom certo, sem excessos nem falhas, o Estudo deu Show, as Oficinas muito procuradas, Atendimento Fraterno incansável e eficiente. Enfim, tudo funcionando como deveria funcionar.

Ficou foi um gostinho muito forte de “queremos mais”. Aguardemos, então, até 2016, quando mataremos as saudades.

Parabéns a todos que fizeram a COMEERJ! 

Texto retirado do Boletim Informativo do 37º CEU, O CONSELHEIRO, edição nº 03.